>>>> Leia a fotografia, leia o texto <<<<

segunda-feira, 21 de maio de 2018

Cambista


Eu não lembro quando foi  
Que eu troquei
A minha alma nessa corda
Que passei ao redor do pescoço

Não lembro de ter concordado
Em trocar sangue por ouro
Ouro por felicidade
Felicidade por tempo
Tempo por ilusão
Ilusão por realidade
Os meus bolsos estão cheios dela

Eu não lembro de ter chorado
Para entrar nesse clube
Onde sou eu que abro as portas
E atendo sorrindo

Ao invés de estar na grama
Sentindo mais do que só a pele
Queimando em contato
Com o sol